Um ano de descobertas

Carta em Branco_um ano de descobertas.png

Hoje completa um ano que me mudei. Um ano que tenho descoberto as melhores coisas da vida, as melhores oportunidades e várias outras coisas. Hoje completa um ano que eu decidi deixar tudo para trás e enfrentar meus maiores medos. Hoje completa um ano que estou sozinha em uma cidade desconhecida, mas que agora eu já chamo de lar.

Eu sempre sonhei que isso fosse acontecer, que eu iria seguir meus sonhos e descobrir tudo sobre mim. Antes, na cidade em que eu morava, parecia que eu era um peixe fora d’água. Nada fazia sentido e, por mais que eu tentasse me encaixar, parecia que eu era uma peça que não fazia parte do quebra cabeça. Então, decidi ir atrás dos meus sonhos e deixar tudo para trás.

No início, muitos tentaram me dizer como eu estava sendo egoísta. Só que eu não via desse modo. Ir atrás dos meus sonhos não fazia de mim, uma pessoa egoísta. Mas fazia de mim uma pessoa realizadora, e como disse um professor uma vez: “O mundo está cheio de planejadores, mas existem poucos fazedores”. Há um ano atrás eu decidi não planejar mais, e sim, fazer.

Hoje faz um ano que eu decidi descobrir que eu sou e quais eram os meus sonhos. Hoje faz um ano que eu decidi ser completamente feliz e não apenas pela metade. Hoje faz um ano que decidi ser quem eu sou e não quem as pessoas gostaria que eu fosse.

Hoje faz um ano que eu descobri uma das melhores coisas da vida, minha própria companhia.

____________________________________________________________________________

por Agnes Martins Follow my blog with Bloglovin

Anúncios

A melhor noite de nossas vidas

photo-1429117237875-aa29229d99f0

Maneulla,

Poderia ter sido a melhor noite de nossas vidas. Mas você não quis. Simplesmente não quis, pegou suas coisas, vestiu suas roupas e saiu sem demostrar que iria voltar.

Fiquei atordoado o dia inteiro. Te liguei, mas você não me atendia. Te mandava mensagens e você não respondia. Fiquei pensando se tinha forçado algo que não era pra acontecer, fiquei pensando se tinha falado algo de errado. Eu simplesmente não te entendi o motivo que te fez ir embora assim, do nada.

Você fugiu de mim, como o diabo foge da cruz. Me deixou ali, sozinho, sem nenhuma explicação do que tinha acontecido. E eu queria entender, queria te entender. Mas conversar com você foi algo impossível naquele dia.

E quando finalmente respondeu minhas mensagens, disse que o problema não era comigo, era com você. Havia química, amor, confiança e muito mais entre nós dois, só que você não tinha vontade de continuar. Que era uma coisa sua, essa mania de deixar os relacionamentos pela metade, sem medo, sem consequências.

Mas tinha uma consequência, você continuava sendo aquela mulher que não deixava os outros se aproximarem do muro que você construiu em torno de si. E quando as pessoas se aproximavam, você fugia sem dar explicações. E no fim do dia, quando a noite poderia ser a melhor da sua vida, você corria pra longe de tudo e de todos.

Ainda não te entendo e, sinceramente, acho que nem sua família e seus amigos te entendem. Tão desprotegida da vida e ao mesmo tempo precisa de proteção pra tudo. Mas você nunca deixou que as pessoas te protegessem, pois quando elas estão chegando perto de te puxar da ponta do abismo, você corre para outra ponta onde não podem te alcançar.

Só peço que você me deixe te entender, me deixe conhecer quem você é por de trás desse muro construído ao seu redor. Só te peço pra me deixar entrar na sua vida sem  data de validade pra sair.

E então, você me deixa ficar?

Felipe

____________________________________________________________________________

por Agnes Martins Follow my blog with Bloglovin

Um pedido de desculpas

E61C806107

Ontem foi um dia complicado. Nós brigamos novamente. Mais uma vez falamos algo que magoou um ao outro. Começou com uma bobagem e terminou em mágoas profundas. Cada um seguiu seu rumo, você na sua casa e eu na minha, ambos machucados demais para ceder.

Eu queria poder dizer que você está errado, que as coisas não podem ser assim e que não devem terminar dessa forma. Mas o seu orgulho, e o meu também, não deixam que as coisas se acertem como deve ser. Um pedido de desculpas não faria mal algum. Mas aqui estamos, sem pedir desculpas, cada um no seu canto.

Essa situação é mais complicada do que parece ser. Eu fiquei pensando na nossa briga e tentei entender o que aconteceu, só que não veio nenhuma solução. Durante muito tempo me perguntei por que eu não poderia agir dessa maneira, por que só você tinha esse direito na nossa relação e, por mais óbvio que pareça ser,  só agora consegui perceber que eu poderia fazer as mesmas escolhas. E infelizmente, em alguns momentos eu simplesmente não fiz.

Agora estamos separados. Você com seu orgulho e eu com o meu. Só que eu cansei disso, vou jogar a tolha e te dizer que sinto muito se de alguma maneira te magoei. Nessa relação eu saí muito mais magoada que você e nunca reclamei disso, só deixei as coisas afundarem mais e mais.

Espero que você entenda que alguém tem que ceder, alguém precisa deixar a mágoa de lado. Eu estou seguindo em frente e espero que você também. Um dia nossos caminhos podem se cruzar novamente, mas agora eles devem seguir separados.

Adeus,

Manuella

____________________________________________________________________________

por Agnes Martins Follow my blog with Bloglovin